JambaKiaxi

O mundo noticioso sem preço

Rádio Alemã desmascara censura na Rádio da UNITA (áudio)

A DW, rádio alemã, transmitiu hoje uma reportagem segundo a qual. a censura na rádio despertar é inexplicável para um partido que diz querer governar em democracia.

Segundo a reportagem, cujo áudio está anexo a essa matéria, a Rádio Despertar é cada vez mais criticada por manter uma postura pro-UNITA, ou seja, os mesmo métodos de censura e interferência de que o MPLA é constantemente acusado são igualmente aplicado pela UNITA na Rádio despertar, uma emissora afecto a UNITA.

De acordo a DW, dos 30 minutos de noticia, regra geral, cerca de 80 porcento é preenchida com informações que tem a ver com actividades da UNITA. O Governo do MPLA e os restantes partidos da oposição praticamente não tem espaço naquela estação emissora.

Segundo com alguns jornalistas daquela estação emissora, que falaram sob anonimato, são recorrentes as pressões exercidas sobre os mesmos e queixam-se de que tal pressão incide no decurso das reuniões onde é reafirmado que essa rádio é da UNITA, o patrão é a UNITA, quem paga salário é a UNITA , quem não estiver de acordo com a linha editorial que abandone a rádio.

João Arcos, jornalista do semanário A Capital, reafirma que do ponto de vista do equilíbrio da informação, a rádio Despertar, não serve de modelo de uma imprensa comprometida com a democracia e com o interesse público: “A prestação da Rádio despertar não serve de modelo, é um facto que está a vista de todos, há uma forte carga partidária naquilo que é a informação que nos é brindada. A rádio despertar devia marcar a diferença pautando pelo principio do equilíbrio que, infelizmente não se tem observado” disse.

Arcos acrescentou ainda que, o futuro da imprensa parece uma incógnita caso a UNITA chegue ao poder. A UNITA diz que é um partido com ideias assentes na democracia e a gente sabe que a comunicação social é um ramo que tem grande importância na consolidação de um processo democrático, há aqui uma incógnita em função daquilo que estamos a reparar hoje na Despertar. Portanto, nada nos garante que se amanha o quadro político vier a sofrer alguma alteração vamos ter órgãos públicos ao serviço da democracia ao serviço do interesse publico, o que não se vê actualmente”.

Constantino Eduardo, jornalista do jornal Manchete, desse que a UNITA deveria usar a rádio ao serviço do interesse publico. Para Eduardo, a Rádio deve servir a nação, o pais. O interesse deve ser colectivo, não deve ser um interesse que satisfaça mais a próprio direcção do partido, mentora desse projecto rádio despertar, em detrimento doutros partidos.
De acordo com a Rádio alemã, contactos com o director da rádio despertar, Nelson Malaquias e Alcides Sakala, porta-voz do Galo Negro tiveram sucesso.

Fonte: DW

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 16 de Janeiro de 2014 by in Politica and tagged , , , , , , , , , , , , , .

Navegação

%d bloggers like this: