JambaKiaxi

O mundo noticioso sem preço

As minhas (des) felicitações à UNITA

UNITAHoje, 13 de Março de 2014, o movimento de libertação nacional, hoje UNITA, completa mais de um ano de existência, fundado por Jonas Savimbi de muita infeliz memória.

Normalmente escreveria um texto longo e procuraria, obviamente, ir ao fundo de algumas questões, mas  parece que a história é tão fresco e poderia até parecer obsceno dedicar muita escrita e tempo para algo que a memória deveria “deletar” caso tivéssemos um botão para tal.

A personalidade fraca e desorientado de Jonas Savimbi, que no  ópio encontrou tranquilidade e frustração, fez com que o mesmo, tal qual macaco, pulasse de galho em galho, a procura de uma posição privilegiada na cúpula primeiro da UPNA/FNLA e depois do MPLA. As lideranças dos dois movimentos concordaram quase como de combina se tratasse afastar de suas lides aquele cidadão sem escrúpulos e de conduta duvidosa.

Não vou discutir opiniões nem contradições. Savimbi criou a UNITA (um parto mal feito de uma gravidez indesejada), porque queria ser chefe, vendeu-se ao comunismo de Mao e imperialismo americano, tal como uma verdadeira prostituta que vê na dupla penetração o auge do prazer e do ganho pessoal.

Savimbi, o carniceiro ou pirómano, não piscou os olhos quando percebeu que existiam pessoas mais capazes e competentes ao seu lado, aqueles que aceitaram o desafio da empreitada e que não aceitaram a “bandida” (Savimbi) dar uma rapidinha também com o fascínio de Salazar, como facto e não exemplo foi a morte do grande comandante Chindondo, o primeiro Chefe de Estado Maior das FALA.

A UNITA de hoje não se desassocia daquela que dizimou aldeias inteiras, aquela que fazia fogueiras e usa corpos humanos para manter corpos acesos; aquela das orgias e pedofilias, do consumo de drogas em colectivo e da homossexualidade.

Desejar parabéns a UNITA é falta de mentalidade, é um desrespeito a moral e ao bom censo. Ser da UNITA significa padecer de esquizofrenia, é ser anti-pátria e anti.andesenvolvimento. É procurar o poder sem medir as consequências dos actos.

Desejo sim que este partido suma e se não for por vontade própria que seja por outras.

Por: Por: Kiluanje Diniz

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 13 de Março de 2014 by in Politica and tagged , , , , , , , , , , , , .

Navegação

%d bloggers like this: