JambaKiaxi

O mundo noticioso sem preço

“Ser da UNITA é pior que se sentar em brasas de fogo” diz Muzemba

nfuca

“Ser da UNITA é pior que se sentar em brasas de fogo”

A afirmação é de Mfuka Muzemba, numa entrevista prestada a Radio Renascença em Portugal, em paralelo a audiência concedida pelo Presidente da Republica ao líder da oposição na cidade Alta em Luanda.

Mfuka Muzemba, ex-secretário nacional da JURA, braço juvenil da UNITA, afastado por alegada violação aos princípios do partido, desse não estar insatisfeito com o seu afastamento do Bloco central da UNITA, pois as relações com os seus manos permanece igual. “Eu devo lealdade e disciplina ao meu partido” disse.

Quando convidado a analisar a situação politica do partido e visão da população com idade eleitoral sobre a UNITA. O politico respondeu que camada crítica em Angola é maioritariamente Jovem, e isso desafia qualquer partido politico. Pior é para um partido que como a UNITA esteve durante muito tempo imergido num conflito armado interno. “Somos tratados como sendo os culpados de tudo. Posso mesmo dizer que em Angola ser da UNITA é pior que se sentar em brasas de fogo”, afirmou.

O politico e deputado para a bancada parlamentar do Galo negro, revelou ainda que o seu caso é apenas uma “ponta do aiceberg” duma situação interna que cada vez mais se torna insustentável. O rumo que o partido tem dado as coisas e o excessivo tempo de mandato do presidente do partido Dr. Isaias Samakuva constituem o formigueiro de toda onda de contestação interna que o partido ainda vive.

O ex-secretario recusou-se a fazer comparação entre a UNITA antes de 2002 e a UNITA actual, justificando que as lideranças são individuais e adequam-se a um contesto socio-politico. Porém reconheceu qualidades de liderança em Jonas Savimbi enquanto líder do partido que são incontestáveis. “Alguns dirigentes no partido não querem aceitar isso” desabafou!

Muzemba criticou a UNITA por não ter politicas claras de actuação frente a juventude no sentido de promover a adesão de novos militantes. O presidente da UNITA tem feito periodicamente uma visita ao interior do pais, mas só isso não basta, é necessário provocar a adesão ao partido pois maior parte dessas pessoas vêm e ouvem a mensagem do partido querem saber “como as coisas podem melhorar”, querem saber os caminhos. Raz

Ao pela qual maior parte não se comprometem com partido, por isso na hora de “dar a cara” (voto, por exemplo), preferem outras opções.

Comentado a Audiência  que presidente da Republica e líder do MPLA concedeu ao mais alto mandatário do Galo Negro,  Isaias Samakuva, Muzemba reconheceu haver limitações quanto ao conteúdo real da conversa entre ambos os lideres, porém admite haver possibilidade de um acordo secreto entre cavalheiros, rumo uma transição politica sem distúrbio no país. Acrescentado Muzemba previu uma não recandidatura de JES em 2017.

Durante aquela longa entrevista, muzemba afirmou ainda que um governo da UNITA no poder hoje não seria prudente para o próprio partido, dado a situação interna que o partido vive.

Fonte: Radio Renascença/ Jambakiaxi

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 22 de Abril de 2014 by in Politica and tagged , , , , , , , .

Navegação

%d bloggers like this: