JambaKiaxi

O mundo noticioso sem preço

Angola: Chefe de Estado anuncia registo de mais de 24 milhões de habitantes

cabe12269510a04895d2c6e23a41a2c4Os resultados preliminares do primeiro Recenseamento Geral da População e Habitação, realizado em Maio último, indicam que o país tem 24 milhões e 300 mil habitantes, sendo 52 porcento de sexo feminino, anunciou hoje, quarta-feira, o Presidente da República, José Eduardo dos Santos.

O anúncio ocorreu na abertura da III Sessão Legislativa da III Legislatura da Assembleia Nacional, na mensagem dirigida à Nação, em obediência ao disposto na Constituição da República, que prevê a apresentação do estado da Nação.

Considerou a realização do Senso uma grandiosa e complexa tarefa bem sucedida, de que todos os angolanos devem orgulhar-se.

Segundo José Eduardo dos Santos, a província de Luanda concentra 26,7 porcento da população do país, isto é, seis milhões e meio de habitantes, seguindo-se as províncias da Huíla, com 10 porcento, Benguela e Huambo, com oito porcento cada uma, Cuanza Sul, com sete porcento, Bié e Uíge, com seis porcento cada uma, totalizando, estas sete províncias, a concentração de 72 porcento do total da população residente no país.

Acrescentou que a província do Bengo registou o menor número de residentes, com um porcento da população, a que se seguem outras cinco províncias com população inferior a três porcento do total nacional, designadamente as do Cuanza Norte, Namibe, Zaire, Cuando Cubango e Lunda Sul. Estas seis províncias concentram apenas 11 porcento dos residentes no país.

“Há muito que ansiávamos por estes resultados. Temos, finalmente, uma boa base para formular a Política Nacional de População e a Política Nacional de Ordenamento e Desenvolvimento do Território, que são essenciais para estudarmos as vias que nos permitam alcançar os objectivos do Plano Nacional de Desenvolvimento”, disse.

José Eduardo dos Santos referiu que a enorme concentração de população na capital tornou indispensável a adopção de um novo modelo de desconcentração administrativa e de administração local diferenciado das demais províncias do país, para se fazer face aos seus crescentes problemas de ordenamento, saneamento, mobilidade urbana, ordem pública, combate à criminalidade e à imigração ilegal.

Fonte :Angop/Jambakiaxi

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 15 de Outubro de 2014 by in Politica and tagged , , , , , , .

Navegação

%d bloggers like this: