JambaKiaxi

O mundo noticioso sem preço

Ministro dos Petróleos quer classe empresarial à altura do desenvolvimento tecnológico

acd7dc9fd9a6ce840eb651dbf65cea25O ministro dos Petróleos, Botelho de Vasconcelos, aconselhou hoje, sexta-feira, os empresários nacionais a acompanhar as mudanças proporcionadas pelo desenvolvimento tecnológico, para que as suas empresas possam ser competitivas e estejam comprometidas com os objectivos do Plano Nacional de Desenvolvidas (PND) 2013/2017.

O ministro, que falava na abertura do Fórum de Fornecedores do Sector Petrolífero, disse estarem já criadas as condições estruturais para que as entidades nacionais e estrangeiras possam dispor dos instrumentos capazes de acompanhar esse desenvolvimento e associar-se à concessionária nacional no tocante a contratação de serviços e aquisição de bens para execução das operações petrolíferas.

Acrescentou que esses resultados são frutos de um processo de mais de quinze anos que tem vindo a ser implementado numa perspectiva de distribuir a riqueza de forma mais ampla, contribuindo para o nascimento e consolidação de uma classe de empresários nacionais com cultura empresarial.

Para Botelho de Vasconcelos, urge a necessidade de se criar mecanismos legais mais abrangentes que incluam o conteúdo local, isso é, o valor que, identificado como sendo angolano, agrega a produção de um bem ou serviço para que tenham uma classe empresarial forte e capaz de dar respostas ao sector petrolífero.

Neste contexto, prosseguiu o ministro, o conteúdo nacional é prioridade na agenda do Executivo angolano no sentido de adotarem políticas eficazes para a participação do empresariado nacional no desenvolvimento do país.

“Tenho a plena convicção de que este fórum será uma plataforma de oportunidades para avaliar o que Angola hoje tem no âmbito de empresas fornecedoras de bens e serviços no sector petrolífero, sendo um país que cresce a cada ano que passa, caminhando rumo a sua modernização”, sublinhou o governante.

O Ministério dos Petróleos controla actualmente cerca de três mil empresas nacionais, na sua maioria ligas à área de prestação de serviços.

Fonte: Angonotícias/Jambakiaxi

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 17 de Outubro de 2014 by in Politica and tagged , , , , , .

Navegação

%d bloggers like this: