JambaKiaxi

O mundo noticioso sem preço

Combate à fome regista resultados satisfatório

dwswdswdsdsdsdO ministro da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Afonso Pedro Canga, disse hoje, terça-feira, em Luanda, que a população angolana que vivia em situação de insegurança alimentar reduziu de 63,3 porcento, em 1990, para 18 porcento, em 2014.

De acordo com o ministro, que falava na abertura da Conferência sobre “Agricultura Familiar e o seu Contributo para a Segurança Alimentar Sustentável”, os dados representam, em termos populacionais, a redução de seis milhões e 800 mil pessoas que viviam em situação de fome para três milhões e 900 mil.

Afonso Pedro Canga afirmou que os resultados foram alcançados graças à implementação do programa do Executivo de combate à fome e erradicação da pobreza, que atingiu média inferior a do continente africano – 23 porcento.

Em termos relativos, explicou o ministro, registou-se uma diminuição de 73 porcento da população desnutrida, o que faz de Angola um caso de sucesso, pois, ultrapassou, substancialmente, a meta dos Objectivos de Desenvolvimento do Milénio antes de 2015.

Sublinhou que estes resultados espelham a prioridade que o Executivo angolano confere à segurança alimentar e nutricional, mobilizando toda a sociedade e recursos possíveis para o combate à fome e à erradicação da pobreza em Angola.

Segundo o governante, as explorações agrícolas familiares, com um universo de cerca de 2.5 milhões de famílias, são responsáveis por mais de 80 porcento da população de culturas alimentares básicas (cereais, raízes, leguminosas) e detém os maiores efectivos de gado.

Sublinhou que anualmente o Executivo angolano disponibiliza recursos financeiros, devidamente inscritos no Orçamento Geral do Estado para os diferentes projectos e acções direccionados às famílias camponesas.

Entre os projectos, Afonso Canga destacou as campanhas agrícolas, distribuição de fertilizantes e sementes, instrumentos de trabalho, preparação de terras, assistência técnica, crédito agrícola, comercialização de produtos agrícolas e vacinação de gado.

Destacou igualmente os projectos no domínio da saúde, educação, habitação social, energia e água, requalificação das aldeias, transportes, tecnologias de informação e comunicação, que estão em execução.

“O desenvolvimento da agricultura familiar e a segurança alimentar sustentável dos nossos países exige a união de esforços”, frisou.

Fonte:TPA1/Jambakiaxi

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 4 de Novembro de 2014 by in Politica and tagged , , , , , .

Navegação

%d bloggers like this: