JambaKiaxi

O mundo noticioso sem preço

Angola entre os países com maior risco de ataques terroristas

svvcxsvAngola consta entre os países que correm o maior risco de serem afectados por ataques terroristas durante os próximos anos, referiu hoje um relatório internacional sobre a evolução do terrorismo no mundo.

O relatório 2014 Global Terrorism Index – GTI (na versão em inglês), hoje apresentado em Londres pelo Institute for Economics and Peace (IEP), colocou o país lusófono num grupo de 13 países em risco de um aumento substancial de terrorismo.

A par de Angola, o instituto com sede na Austrália identificou ainda os outros países: Bangladesh, Burundi, República Centro-Africana, Costa do Marfim, Etiópia, Irão, Israel, Mali, México, Birmânia (Myanmar), Sri Lanka e Uganda.

“As conclusões deste relatório também são úteis para fornecer uma orientação para a avaliação do risco de futuros ataques terroristas em países onde existem atualmente baixos níveis de atividade. Ao medir e comparar vários indicadores políticos, sociais e de violência, os países em risco de um aumento substancial de terrorismo podem ser identificados”, explicou o IEP, no relatório.

Para tal, a análise da organização teve em conta vários factores como a ocorrência de execuções extra judiciais, a falta de direitos políticos das mulheres, a falta de coesão intergrupal ou a instabilidade política.

Fonte:Angop/Jambakiaxi

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 18 de Novembro de 2014 by in Economia, Politica, Sociedade and tagged , , , .

Navegação

%d bloggers like this: