JambaKiaxi

O mundo noticioso sem preço

Angola comemora hoje 20 anos da assinatura do Protocolo de Lusaka

vvzvA República de Angola assinala hoje o 20º aniversário da assinatura do Protocolo de paz de Lusaka (Zâmbia) entre o governo angolano e o ex-movimento rebelde UNITA.

O Protocolo de Lusaka foi um tratado de paz que durou cerca de quatro anos e tinha como base a desmobilização das tropas das FAA (governo angolano) e tropas das FALA (UNITA). O tratado foi assinado na capital da Zâmbia, Lusaka, no dia 20 de Novembro de 1994, pelo então Ministro das Relações Exteriores do Governo angolano, Venâncio de Moura e o então Secretario Geral da UNITA, Eugénio Ngolo Manuvakola .

Este Protocolo serviu para a formação de um Governo de Unidade e de Reconciliação Nacional em Angola, que incluiu todas as forças políticas que tinham Assento Parlamentar, saído das Eleições de 29 e 30 de Setembro de 1992 . No entanto, a guerra continuou até  2002.

O acordo foi assinado após um ano de negociações mediadas pelo então representante especial do secretário-geral da ONU em Angola, o maliano Allioune Blondin Beye, sob a observação dos Estados Unidos, Rússia e Portugal.

Entretanto, os beligerantes rubricaram o acordo dois anos após a realização das primeiras eleições gerais em Angola em Setembro de 1992, cujos resultados foram rejeitados pela UNITA, que desencadeou posteriormente uma guerra contra o governo.

As eleições legislativas foram ganhas pelo MPLA (no poder desde a independência do país em 1975), enquanto a primeira volta das presidenciais teve como vencedor o seu líder, José Eduardo dos Santos, que bateu o seu principal concorrente, Jonas Savimbi.

Com a retomada da guerra pela UNITA, as forças governamentais levaram a cabo uma ofensiva em Dezembro de 1998, que culminou com a conquista de diversos bastiões dos rebeldes.

A guerra prosseguiu até a morte em combate do líder da UNITA, Jonas Savimbi, a 22 de Fevereiro de 2002 na província do Moxico (leste), facto que conduziu à assinatura dois meses depois do Memorando de Entendimento Complementar ao Protocolo de Lusaka.

A assinatura deste memorando pôs fim a quase 30 anos de guerra civil em Angola.

Entretanto, o fim das hostilidades permitiu ao governo angolano empenhar-se na reabilitação das infra-estruturas destruídas pela guerra e no desenvolvimento sócio-económico do país.

Fonte:Angop/Jambakiaxi

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 20 de Novembro de 2014 by in Politica and tagged , , , , .

Navegação

%d bloggers like this: