JambaKiaxi

O mundo noticioso sem preço

Georges Chikoti deixa Washington após encontro com John Kerry

xxXAO ministro das Relações Exteriores, Georges Rebelo Chikoti, deixou já a capital americana, Washington, após ter mantido um encontro com o seu homólogo, John Kerry, no quadro da sua visita de dois dias aos EUA.

Quarta-feira (17), o chefe da diplomacia angolana encontrou-se com John Kerry, Secretário de Estado dos EUA, encontro que serviu para analisarem o estado actual da cooperação bilateral entre os dois países no âmbito do memorando para o diálogo da parceria estratégica, assinado em Julho de 2010.

Durante o encontro, os dois dignitários passaram em revista questões de âmbito bilateral e multilateral.

“Abordámos todos os aspectos da nossa cooperação bilateral constantes do Memorando para o Diálogo da Parceria Estratégica, nomeadamente direitos humanos, tráfico de pessoas e as melhorias que temos de fazer nesta matéria”, disse o ministro das Relações Exteriores de Angola, durante a conferência de imprensa, realizada após o encontro.

O diplomata angolano, informou que ambas as partes abordaram questões internacionais de segurança global. Angola e os EUA partilham o mesmo ponto de vista nas questões internacionais.

Na oportunidade, Georges Chikoti felicitou os EUA pela decisão tomada pelo presidente Barack Obama sobre o reatamento das relações diplomáticas com Cuba, que, de acordo com o governante angolano, satisfaz a maior parte da comunidade internacional.

Por outro lado, o Secretário de Estado dos EUA, John Kerry, na sua intervenção, referiu que após mais de cinquenta anos os EUA tentaram isolar Cuba. Uma política que obviamente não funcionou e que “isolou-nos mais do que a Cuba. É altura de tentarmos trabalhar com o povo cubano para construir um futuro melhor”. rematou.

Por outro, John Kerry agradeceu o Presidente José Eduardo dos Santos pelo seu empenho pessoal nas questões de paz e segurança no continente, particularmente no quadro da presidência de Angola na Conferência Internacional para a Região dos Grandes Lagos (CIRGL).

“O Presidente José Eduardo dos Santos informou ao ministro Georges Chikoti que o engajamento com os líderes da região foi e continua a ser fundamental para pôr fim à ameaça que os grupos armados representam no leste da República do Congo e não há um grupo que constitua uma maior ameaça à estabilidade na região que as forças democráticas para a libertação do Ruanda ou FDLR como são conhecidas”, disse o governante americano.

Por outro lado, o esforço para ampliar e expandir o investimento entre Angola e os EUA foi uma das bases das conversações aquando da recente visita de John Kerry a Luanda.

“Queremos reforçar as relações bilaterais, de maneira a que possamos fazer progressos em todos os esforços  multilaterais, assim como igualmente bilaterais, como é o caso da educação, troca e desenvolvimento das infra-estruturas; há muitas coisas que penso que podemos fazer no domínio da saúde, cuidados primários de saúde, transferência de tecnologia”, disse o Secretário de Estado dos EUA.

“Nós, definitivamente, particularmente na era das mudanças climáticas e numa era onde muitas pessoas estão à procura de diversidade no que diz respeito às fontes de energia, pretendemos ter uma relação económica diversificada com Angola, não para aumentar o espaço mas para, como o ministro sabe melhor do que ninguém, atrair investimento e capital o que requer estabilidade e clareza ao longo do caminho, transparência e responsabilidade e temos de estar certos de que todos estas questões sejam parte das nossas conversações uma vez que são parte do Memorando de Entendimento”, disse o governante dos EUA.

O diplomata angolano, durante a conferência de imprensa, fez igualmente referência à realização no primeiro trimestre de 2015 da Conferência sobre o Golfo da Guiné, um assunto que interessa tanto a Angola como os EUA, que têm prestado a sua ajuda.

Georges Chikoti mencionou que existem algumas preocupações na região, relacionadas com a segurança, pirataria marítima e a violação das fronteiras.

A audiência entre Georges Chikoti e John Kerry foi antecedida de um encontro com Linda Thomas-Greenfield, Sub-secretária de Estado para os Assuntos Africanos no qual estiveram presentes igualmente Russell Feingold, Enviado Especial para a região dos Grandes Lagos e República Democrática do Congo e Helen La Lime, embaixadora dos EUA em Angola.

Presentes estiveram Agostinho Tavares, embaixador de Angola nos EUA, bem como Joaquim do Espírito Santo, director para África, Médio Oriente e Organizações Regionais  e Francisco da Cruz, Director para a América do Ministério das Relações Exteriores.

O ministro das Relações Exteriores de Angola deixou Washington, D.C. com destino a Paris (França).

Fonte:Angop/Jambakiaxi

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 18 de Dezembro de 2014 by in Politica and tagged , , , .

Navegação

%d bloggers like this: