JambaKiaxi

O mundo noticioso sem preço

Falta de médicos qualificados e competentes em Angola preocupa Ministro da Saúde

wefefO titular da pasta,  que falava durante o acto de abertura do X Congresso  Internacional dos Médicos em Angola, que decorre sob o lema “Os desafios da saúde em Angola no contexto de um mundo em mudanças”, realçou que o controlo destas patologias exige o estabelecimento de maior capacidade de diagnóstico clínico e laboratorial e o envolvimento das comunidades.

Segundo o governante,  constitui igualmente preocupação do sector o aumento das doenças não transmissíveis, de traumatismo provocados por acidentes rodoviários e violência, desafio este que só é possível enfrentar e vencer através do combate aos determinantes nocivos como o consumo excessivo do álcool, sedentarismo e as práticas de condução perigosas.

José Van-Dúnem considerou que se impõe a promoção de comportamentos e estilos de vida saudáveis na sociedade, particularmente, na camada mais jovem.

O titular da Saúde considerou relevante que as acções sustentadas em  evidência científicas pelo que “tem de se olhar com rigor e persistência para a investigação científica,  de forma  a munir os quadros e o Sistema Nacional de Saúde de respostas em consonância com realidades concretas do país”.

De acordo com José Van-Dúnem, o sector deseja que a Ordem dos Médicos se mantenha como um elemento de promoção do consenso e de representação dos médicos, sem  que a sua independência seja sacrificada a interesses de outros  e que a capacidade reguladora do exercício de profissão tão nobre continue a merecer a confiança da população e dos profissionais da Saúde.

Durante o evento vão ser realizadas 31 conferências, 10  painéis/debate, seis simpósios, 17 comunicações livres e 40 cursos pré-congresso.

Estão presentes 1.200 convidados nacionais e estrangeiros, que participam igualmente na III Feira Médico-Hospitalar.

A Ordem dos Médicos pretende, neste congresso, trazer à discussão firme e consistente um conjunto de matérias que possam aumentar a elevada consciencialização dos médicos, não apenas face a doenças, mas igualmente às exigências plurifacetadas que a medicina provoca, pela sua complexidade e riqueza e aos modelos de organização, de atendimento e de prestação de cuidados.

Fonte:Jambakiaxi

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 26 de Janeiro de 2015 by in Opinião do Facebook, Politica, Saúde, Sociedade and tagged , , , , .

Navegação

%d bloggers like this: