JambaKiaxi

O mundo noticioso sem preço

Cuba é o primeiro país do mundo a eliminar a transmissão do vírus da sida (HIV) entre mãe e filho

OMS classifica descoberta como “passo importante para conseguirmos uma geração sem sida”.

hdetA Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou oficialmente que Cuba é o primeiro país do mundo a eliminar a transmissão do vírus da sida (HIV) e da sífilis de mãe para filho. “Eliminar a transmissão de um vírus é um dos maiores feitos em matéria de saúde pública”, afirmou ontem directora-geral da OMS, Margaret Chan.

“É uma grande vitória na nossa longa luta contra o vírus HIV e as infecções transmitidas sexualmente, assim como um passo importante para conseguirmos uma geração sem sida”, acrescentou, citada pela Agencia Lusa.

De acordo com a directora da Organização Pan-Americana de Saúde, Carissa Etiènne, o êxito alcançado por Cuba mostra que um acesso universal a cuidados médicos é possível . “Na verdade, é a chave do êxito contra desafios tão grandes como a sida.”

Segundo a OMS, em todo o mundo cerca de 1,4 milhão de mulheres infectadas com o HIV engravidam a cada ano. A maioria vive em países em desenvolvimento, especialmente na África Subsaariana.

Sem tratamentos antirretrovirais, há o risco de que entre 15 por cento e 45 por cento dessas mulheres transmitam o vírus ao bebê durante a gravidez, o parto ou a amamentação.

Em contrapartida, esse risco é praticamente eliminado, caindo para pouco mais de 1 por cento, quando a mãe é tratada com antirretrovirais durante a gravidez e o bebê recebe o mesmo tipo de tratamento a partir do nascimento.

O número de bebés que nascem seropositivos no mundo passou de 400 mil, em 2009, para 240 mil em 2013.

Em 2010, os estados que integram a OMS comprometeram-se a eliminar a transmissão do HIV de mãe para filho até 2020.

No caso da sífilis, quase um milhão de mulheres grávidas são infectadas a cada ano, o que pode causar morte fetal, morte perinatal ou infecções neonatais graves.

Para o reconhecimento oficial da OMS, o número de nascimentos de bebés infectados com o HIV tem de ser inferior a dois em cada 100 bebés nascidos de mães seropositivas e, no caso da sífilis, igual a um caso para cada 2 mil nascimentos.

Fonte:Rede Angola/Jambakiaxi

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 1 de Julho de 2015 by in Politica and tagged , , , , .

Navegação

%d bloggers like this: