JambaKiaxi

O mundo noticioso sem preço

Angola avança com o projecto para nova barragem hidroelétrica comum com a Namíbia

fwsdfO financiamento foi formalizado num despacho do Presidente angolano, José Eduardo dos Santos, datado de 19 de Agosto e ao qual a Lusa teve hoje acesso. A barragem de Baynes foi apresentada em Novembro, em Luanda, pelos governos dos dois países e o projecto passa agora a ter um gabinete da parte angolana para “finalizar as questões pendentes” sobre o seu financiamento, gestão e execução, com um orçamento de 405.000 dólares (363 mil euros).

Acrescem 835.298 dólares (748 mil euros), segundo o mesmo despacho, para “conclusão de todas as questões pendentes” identificadas nos estudos de viabilidade na parte angolana do rio Cunene, fronteira natural entre os dois países.

O futuro Aproveitamento Hidroeléctrico de Baynes, que abrange parte da província angolana do Namibe (sul), será repartido pelos dois países, em termos de electricidade produzida e de 30 por cento do investimento total necessário, segundo as conclusões do estudo de viabilidade da comissão técnica conjunta.

Os restantes 70% do investimento deverão ser garantidos através de financiamento bancário.

Com um prazo de construção estimado em sete anos, esta barragem será de enrocamento com betão, terá uma altura de 200 metros e um comprimento de coroamento superior a um quilómetro, além de uma capacidade para armazenar 2.560 milhões de metros cúbicos de água, numa albufeira com 40 quilómetros de comprimento.

Tendo em conta as características do projeto, apresentado como exemplo de integração regional, a eletricidade gerada, dada a capacidade de resposta da barragem em picos de consumo, poderá ainda ser exportada para outros países da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral, face à interligação das redes energéticas da região.

Fonte:Dinheiro Digital/Jambakiaxi

O estudo de impacto ambiental permitiu concluir pela necessidade de uma “negociação” entre os dois governos e o povo Himba, que ocupa aquela área. Também pela obrigação de retirada de cerca de 60 pessoas que habitam na zona da futura albufeira.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 9 de Setembro de 2015 by in Economia, Politica and tagged , , , , , , , , , , .

Navegação

%d bloggers like this: