JambaKiaxi

O mundo noticioso sem preço

Combustíveis: À vista nova subida

qweffEstá prevista uma nova subida dos preços dos combustíveis, segundo fontes a que o NJ teve ontem acesso, mas fontes da petrolífera estatal, Sonangol, contactadas por este semanário disseram “até ao presente momento” desconhecer o assunto.

A mesma fonte do NJ aventa a hipótese do litro de gasolina passar dos actuais 115 kwanzas para 200 kwanzas. No entanto, o NJ tentou também contactar uma outra fonte ligada à assessoria de imprensa do Ministério das Finanças, mas esta admitiu que o que está a ocorrer nos últimos dias são algumas evidências de um eventual aumento dos preços dos combustíveis, sem contudo a medida ser oficial.

Tudo surge no âmbito da recente aprovação de medidas governamentais que visam taxar o imposto de consumo junto das operadoras petrolíferas, o que não aconteceu durante anos. Estas, por sua vez, sentindo-se pressionadas por este ajustamento, serão obrigadas a aumentar também os preços dos derivados do petróleo às distribuidoras, salientou a mesma fonte.

“Formalmente ainda não há nada. Deve-se estar a preparar condições para taxar as empresas petrolíferas e por isso não surpreende nada que as distribuidoras aumentem também os preços da gasolina, uma vez que o gasóleo e o petróleo iluminante têm uma tarifa ainda sob controlo estatal, enquanto aquele produto (gasolina) já tem o preço liberalizado”, indicou. Em Maio deste ano, registou-se a última subida nos preços dos combustíveis e outros derivados do petróleo cujas alterações se situaram entre os 25 e 30%, reduzindo assim a contribuição do Estado nestes produtos.

Nessa altura, a gasolina passou a regime de preços livres fixando- se o preço de 115 kwanzas por litro contra os 90 anteriores, acabando assim a contribuição estatal. O preço do litro de gasóleo subiu 25 por cento, passando de 60 para 75 kwanzas, com o Estado a subvencionar ainda 21,06% dos custos.

Quanto aos outros derivados de petróleo, o preço do quilo de gás butano (doméstico) passou de 45 para 55 kwanzas, o que representou um aumento de 22%, com o Estado a continuar a subvencionar 67,15%. O litro do petróleo iluminante registou um aumento de 29%, saindo dos 35 para os 45 kwanzas, mantendo- se ainda uma subvenção de 44,41 % do preço do mesmo.

Aquando do último ajuste dos preços dos combustíveis, as autoridades e as associações ligadas aos transportes, nomeadamente a Associação dos Taxistas de Luanda assumiram posições divergentes sobre a medida tomada, defendendo os primeiros a subida verificada e outros a necessidade de ajustar as tarifas dos transportes públicos, o que por consenso das partes não ocorreu até agora.

Fonte:Novo Jornal/Jambakiaxi

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 24 de Setembro de 2015 by in Economia, Politica and tagged , , , , , , .

Navegação

%d bloggers like this: