JambaKiaxi

O mundo noticioso sem preço

Sector petrolífero é principal suporte do crescimento da economia, diz ministro

sqdqO sector petrolífero angolano tem sido, nos últimos anos, o principal suporte para o crescimento da economia nacional, com um peso interno bruto de cerca de 35% e acima de 90% nas importações, disse o ministro dos Petróleos, Botelho de Vasconcelos.

Segundo o governante, que falava na abertura da II edição da Conferência de Petróleo e Gás, o facto de o petróleo ser ainda o principal produto de exportação, leva o Governo a tomar medidas económicas e jurídicas para garantir a mudança da estrutura económica de forma sustentável e acelerada, com base nas políticas públicas e seus instrumentos identificados no Plano Nacional de Desenvolvimento 2013/2017.

Para o ministro, o Ministério dos Petróleos, como órgão responsável para o fomento de conteúdo nacional do sector petrolífero, propõem-se apresentar o projecto de estratégias para a inserção e fomento do empresariado nacional, com vista à redução das importações de bens e serviços e garantir a diversificação da economia, bem como identificar as fragilidades e os riscos associados à política de produção de conteúdo local de maneira que estas sejam sustentáveis.

“Aproveitamos o ensejo para informar que a problemática do conteúdo local foi tema de análise no último Conselho do Ministério, o qual resultaram um conjunto de importantes recomendações que tem estado a merecer o devido tratamento”, disse.

Acrescentou que o sector petrolífero, na perspectiva de incentivar os outros ramos da economia, tem vindo a identificar as necessidades e capacidades das empresas nacionais em fornecer bens e serviços, criando condições para promover parcerias, impulsionando a cooperação com as operadoras e prestadoras de serviços e com empresas de outras áreas interessadas e com capacidade para participar na actividade da indústria.

Adicionalmente a essas medidas, prosseguiu Botelho de Vasconcelos, competirá ao sector promover e identificar potenciais investidores estrangeiros, contribuir na capacitação do empresariado nacional, assim como identificar, no mercado nacional, potenciais bancos comerciais interessados em financiar as empresas nacionais e incentivar a formação de quadros nas áreas de geociências e outras que suportem a indústria petrolífera.

“Foram identificadas algumas áreas de actividades para o arranque do processo de forma sustentada e experimental, aproximando o sector da agricultura e das pescas como principais fornecedores de produtos às empresas de refeições ao serviço da indústria petrolífera para além de outros segmentos prestadores de serviços.

O ministro considerou o conteúdo local como instrumento para a geração de riquezas, emprego, transferências, tecnologia, investigação e desenvolvimento, fortalecimento do parque industrial e promoção da competitividade, induzindo a redução dos custos dos empreendimentos e diminuição cadenciada da dependência externa.

Fonte: Expansão/Jambakiaxi

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 26 de Outubro de 2015 by in Politica and tagged , , , , , , , , .

Navegação

%d bloggers like this: