JambaKiaxi

O mundo noticioso sem preço

Angola: Líderes da CIRGL dão ultimato às forças da FDLR para sua rendição

0,b3ff9dc7-abb3-431c-bf4f-72ef7c4bade0--r--NjQweDM0Mw==

SECRETÁRIO EXECUTIVO DA REGIÃO DOS GRANDES LAGOS , NTUMBA LUABA

Segundo o comunicado final do evento, lido pelo secretário executivo da organização, Ntumba Luaba, a reunião, presidida pelo Chefe de Estado angolano, José Eduardo dos Santos, decidiu ainda proceder a avaliação do processo de rendição no mês de Outubro com indicadores precisos de progressos e, caso se constate a falta de progresso, programar acções militares contra a FDLR.

 

Decidiu igualmente organizar uma Cimeira conjunta de Chefes de Estado e de Governos da CIRGL-SADC, em Outubro de 2014, para proceder essa avaliação, definir prioridades e harmonizar estratégias. Nesta reunião, o Governo do Ruanda exprimiu reservas sobre a aceitação do processo de rendição voluntária das FDLR como condição para engajar operações militares para a erradicação destas forças negativas.

 

Tendo em atenção o alto custo financeiro envolvido, a mini-cimeira decidiu que até Outubro de 2014 o Governo da RDC apresente um roteiro para o processo de repatriamento dos membros do ex-M23 do Uganda e Ruanda, no quadro das Declarações de Nairobi (Quénia), por constituírem encargos para os dois países.

 

O encontro exortou o Governo da RDC e a comunidade internacional a acelerar a implementação das decisões dos Chefes de Estado e de Governo sobre a erradicação das forças negativas, considerando que as suas actividades são altamente sustentadas pelo comércio ilícito dos recursos naturais.

 

Orientou o Centro Conjunto de Fusão de Inteligência (CCFI) a identificar os líderes das forças negativas e seus associados para serem sancionados/colocados na lista negra e eventualmente detidos. Este Centro deve apresentar um relatório sobre o progresso desta missão na próxima reunião do Comité dos Chefes de Serviços de Inteligência e de Segurança.

 

A reunião de Luanda contou com as presenças do Presidente da RDC, Joseph Kabila, do Uganda, Yoweri Museveni, e da África do Sul, Jacob Zuma, este na qualidade de convidado, o ministro dos Transportes, Aviação Civil e Marinha da República do Congo, Rudolphe Adada, o ministro dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação do Ruanda, Luise  Mushikiwabo, e o ministro da Defesa e Segurança Nacional da Tanzânia, Hussein Ali Mwinyi.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: